De tempos em tempos, em especial, nas proximidades de eleições governamentais, voltam a circular nas redes sociais e “correntes” de e-mails e “whatsapp”, ora notícias, ora “fake-news” sobre Projetos de Lei que afetam nossa Profissão, ou uma ou outra das técnicas que utilizamos em nossos consultórios.

E, sempre como se fosse algo “urgente”, em vias de ser promulgado, gerando pânico e milhares de (des)informações sendo passadas adiante…

 

Eis um dos motivos essenciais para que os que levam a sério a Terapia se Credenciam ao CRT, pois sempre terão a certeza de que é verdadeira fonte de informações CONFIÁVEIS e que sempre estarão amparados em seus DIREITOS.

 

Nossa organização monitora consultas públicas, projetos de lei, reuniões de conselhos profissionais, portarias, resoluções, etc, etc, não só de serviços terapêuticos, como também,de equipamentos, produtos, enfim, dezenas e dezenas de vertentes técnicas que convergem para a Terapia Holística.


Dessas quase três décadas de experiência nesses acompanhamentos, bem constatamos que tais situações são muito mais meros teatros, palcos para que políticos façam seus discursos contra ou a favor, angariando simpatia de seu eleitorado, sem que absolutamente nada seja decidido.

Paralelamente, igualmente lucram com a situação os grupos que organizam "caravanas" (precisam de verba para custear tais viagens...), abaixos assinados (o que se traduz no comércio de malas-diretas...) e entidades que buscam angariar novos associados, amedrontados com as "notícias", mediante promessa de que irão resolver a situação...

E, claro, como nenhuma situação de perigo REAL acontece, depois, quando o povo percebe que nada mudou, nem para pior, nem para melhor, aí todos os envolvidos "posam" de "salvadores", como se fossem eles que tivessem impedido alguma "tragédia".

Em suma, com ou sem aprovação de novas leis, pouco ou nada muda para os CREDENCIADOS ao CRT, pois nossos direitos foram conquistados na Justiça.

SE em algum momento se tornar necessário ter que defender nosso DIREITO ADQUIRIDO AO LIVRE EXERCÍCIO DA PROFISSÃO, uma das grandes vantagens do CRT - CONSELHO DE AUTO REGULAMENTAÇÃO DA TERAPIA HOLÍSTICA, é que JÁ VENCEMOS a questão em última instância nos Tribunais Federais e também, por sermos de base territorial NACIONAL, temos o direito de entrar até com MANDADO DE INJUNÇÃO.

Outrossim, sempre é melhor PREVENIR e alguns cuidados devem ser observados. Por sinal, desde SEMPRE o  CRT alerta e continua orientando, com instruções completas e atualizadas de como trabalhar CORRETAMENTE (dentro dos limites definidos pela legislação e jurisprudência).

Em suma, muito ainda há o que percorrer, por isso, não há motivos nem para alarde, nem para comemorar, já que é apenas mais uma das rotinas de acompanhamento que fazemos.

 

Basta a quem for nosso CREDENCIADO continuar a trabalhar dentro das NTSV - Normas Técnicas Setoriais Voluntárias, Orientações e Pareceres do CRT!

 

O dia 26 de junho marca a data escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o Dia Internacional de Combate às Drogas.

 

Antes de aprofundar a questão, apresento meu posicionamento neste tema tão polêmico: creio que tudo o que se busca por meio das drogas, pode ser obtido por alternativas menos drásticas, tais como técnicas especiais de respiração, posturais, corporais e de induções vivenciais, que igualmente produzem estados alterados de consciência, sem os riscos inerentes de exposição a produtos cujos efeitos a curto e longo prazo ainda não são bem conhecidos.

 

Milenarmente, todas as culturas praticaram rituais religiosos que se propunham a alterar as percepções da realidade, comumente associando ritmos musicais repetitivos, em alto som, regado a bebidas de teor alcoólico (vinhos, aguardentes, fermentados...) e danças, com a variante de ingestão de vegetais com poderes alucinógenos, muitas vezes restritas aos sacerdotes, em outras, compartilhado com toda a tribo.

 

Quem é Credenciado ao CRT sempre está bem informado e orientado!

Mais um novo despacho do Ministério da Saúde, a Portaria 702, que coloca "no papel", o discurso do ministro feito há algum tempo (conforme abordamos em artigo anterior...).

De útil e prático, a boa nova é que VOCÊ já pode se cadastrar como Profissional no SUS!

O CRT - Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística testou o acesso, o preenchimento e o grau de segurança do Cadastramento e elaborou-se um passo-a-passo completo para SEU proveito!

De certo que não basta se cadastrar para ser contratado... 

Por outro lado, ao cadastrar-se, cria-se a oportunidade para que, algum dia, a contratação e abertura de concursos vire realidade.

No link a seguir, quem conquistou CRT terá acesso ao Tutorial e ao sistema ONLINE de cadastro no SUS.

Com seu CPF, nosso site confere se é realmente Credenciado em dia, liberando o acesso ao conteúdo.

 

Clique Aqui Para Acessar - Quem tem CRT se cadastra no SUS!

 

Assim somos, CRT e VOCÊ fazendo HISTÓRIA em nossa Profissão!

 

 

 

Mais Dez Técnicas ("complementares"...) da NOSSA Profissão Aprovadas No SUS

O Povo Pediu Pão, O Governo Ofereceu Brioches…
Só Que Estão Sem Ingredientes E Ninguém Sabe Cozinhar...

Jamais subestime a capacidade de nossos governantes em desagradar gregos e troianos ao mesmo tempo…

Deveria ser uma ótima notícia para todos nós, Terapeutas: nesta semana, o Ministério da Saúde, em um congresso sobre a NOSSA Profissão, anunciou que mais outras dez técnicas NOSSAS foram incorporadas ao SUS: Apiterapia, Aromaterapia, Bioenergética, Constelação familiar, Cromoterapia, Geoterapia, Hipnoterapia, Imposição de mãos, Ozonioterapia e Terapia de Florais.

Claro, há todo um lado óbvio e positivo nisto; afinal, em tese, é um “reconhecimento” de que sempre estivemos certos em abraçar as técnicas holísticas, tão perseguidas na história.

Vamos, agora, ao lado “negativo”...

Primeiro, foi “escolhido” um péssimo momento… Afinal, anunciar um “gasto público extra” em plena crise econômica e perante um verdadeiro caos no serviço público de saúde, onde falta quase tudo, só poderia causar revolta e desaprovação social.

Esse referido congresso (1º Congresso Internacional de Práticas Integrativas e Saúde Pública - INTERCONGREPICS) foi composto tão somente por… MÉDICOS e POLÍTICOS, além de convidados internacionais da OMS - Organização Mundial da Saúde (também médicos e políticos…).

Pasme: NENHUM Terapeuta “não-médico” BRASILEIRO pode fazer parte, nem dos estudos, nem dos textos, nem das conclusões… Por sinal, isto não é nenhuma novidade… Sempre foi assim! Apenas a partir de 1992, com a fundação do CRT e do SINTE é que as coisas começaram a mudar e, pelo visto, regrediram novamente, nos últimos governos.

Todos bem recordam que, faz cerca de 20 anos, o CRT - Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística recrutou equipes de voluntários, por todo o Brasil, para a chamada “Residência Em Terapia Holística No Serviço Pùblico de Saúde”. Mediante leis e decretos municipais, sem nenhum custo aos cofres públicos, nossos Credenciados atenderam GRATUITAMENTE a população carente e com enorme sucesso.

As repercussões nos meios de comunicação foram excelentes, com todos os grandes veículos da imprensa televisiva e escrita elogiando.

Perante o inegável sucesso da empreitada, a classe política tratou de “pegar carona” e, tardiamente, em 2006, iniciou a implantação de NOSSAS técnicas junto ao SUS…

Entra ano, sai ano, criam novas Portarias, muitas vezes só “cosméticas” (alterando termos, códigos, trocando “seis por meia-dúzia”...), enquanto que, em outras vezes, algo de bom é estabelecido.

Outrossim, um parâmetro não mudou: as NOSSAS técnicas, majoritariamente, serão exercidas no SUS tão somente por OUTRAS profissões que nunca estudaram para tal!

Em tese, das 29 técnicas “complementares” aceitas pelo SUS, os profissionais que REALMENTE as estudaram e praticam (NÓS…), em apenas algumas poucas, existe a possibilidade legal de sermos aceitos, pois, TODAS são focadas nos “mesmos de sempre”: médicos, fisioterapeutas, psicólogos, enfermeiros, educadores físicos e as demais profissões “chapas brancas”.

Por exemplo: sou Artista Plástico e Arteterapeuta, mas… não seria aceito pelo SUS para exercer… Arteterapia!! Sou também Educador Físico (CREF…) e, ironicamente, com esse título, poderia ser mais facilmente contratado, ainda que, JAMAIS tenha sido estudada Arteterapia nos cursos de Educação Física!

Na prática, nestes DOZES ANOS em que o Ministério da Saúde encampou nossas técnicas, nunca foi aberto nenhum concurso público para contratação de colegas da NOSSA Profissão. Simplesmente TODOS os cargos com NOSSAS técnicas são preenchidos com os profissionais “de sempre” do SUS…

Claro, alguns poucos colegas conseguiram vencer esta barreira… Contam-se nos dedos das mãos os que foram contratados, em todo o Brasil… Tais exceções, confirmam a “regra”...

Justiça vs Terapias – A Reserva de Mercado Determinada Via Judicial, Portarias e Decretos
Justiça vs Terapias – A Reserva de Mercado Determinada Via Judicial, Portarias e Decretos

No início deste artigo, ressaltei essa capacidade ímpar do governo em desagradar a todos… Quem mais reclamou do andamento? Ora, simplesmente a profissão mais favorecida por todas estas portarias: o Conselho de Medicina protestou que não adianta implantar, por exemplo, “Terapia Floral”, pois os médicos são PROIBIDOS de exercer esta técnica… Também não adianta sequer cogitar em adquirir “kits de essências”, sendo que medicamentos básicos estão em falta no SUS.

Lembrando ainda que os enfermeiros tiverem recente derrota judicial que os impede de montar consultórios, bem como farmacêuticos, que ora são impedidos de exercer, por exemplo, Acupuntura, ora são liberados e o mesmo acontecendo com os psicólogos, fisioterapeutas, educadores físicos, TODOS em disputas judiciais com o Conselho de Medicina, quanto a quais técnicas podem ou não exercer…

Enfim, diante de tantos processos legais em busca de “reserva de mercado”, esquecem, inclusive, o lado ÉTICO e TÉCNICO: como nunca estudaram NOSSAS técnicas em seus cursos de formação, como é que pode, mediante simples “canetadas”, se tornarem aptos a exercer as “complementares” no SUS?!...

O Ministério da Saúde se propõe a ofertar “brioches gastronômicos”, mas, não tem nem os ingredientes, nem os “chefs” que saibam preparar tais receitas...

E, se pesquisarem nos milhares e milhares de comentários nas reportagens sobre esta pauta, verão que o mais inconformado e contrariado é… o POVO!

É nítido que estão pedindo “pão”, ou seja, o básico na saúde pública: querem mais médicos, mais hospitais, mais exames, menos filas, mais medicamentos… E estão (muito…) revoltados com o que consideram uma “extravagância”, um “desperdício” de dinheiro público com o “alternativo”, sendo que nem do “oficial” o SUS dá conta…

Esta mesma revolta está acontecendo em Portugal (do povo e da IMPRENSA, inclusive…), onde os órgãos oficiais da educação daquele país aprovaram que passem a existir cursos reconhecidos em nossas técnicas...

Verdade seja dita: a Terapia Holística, na atual realidade, é apreciada e desfrutada por uma pequena parcela privilegiada da Sociedade.

Afinal, só quem já tem suas necessidades básicas (alimentação, moradia, emprego, acesso à medicina convencional...) satisfeitas é que pode se dar ao “luxo” de buscar qualidade de vida e autoconhecimento.

Ainda não será desta vez, que nossos deliciosos e gastronômicos “brioches” serão servidos à população em geral...

Mas, sem dúvida, foi dado mais um pequeno passo para que isso venha a acontecer… Algum dia…

Nossos votos de ótimos atendimentos em seus consultórios (particulares…) para todos os colegas!

ABERTURA PARA PROPOSITURAS DE PALESTRAS - PRAZO FINAL: 30/05/2018

Dentro do espírito democrático e para que o evento seja do jeito que VOCÊ deseja e merece, todo credenciado zelosamente em dia com suas obrigações estatutárias e inscrito no Holística pode enviar suas proposituras de palestras.

A filosofia aplicada em nossos eventos premia a qualidade técnica das palestras em si, independente de o palestrante ser famoso ou não. Desta forma, garante-se aos congressistas, o prazer e o privilégio de serem brindados com ótimo conteúdo informativo, atualizado e correto, além da certeza de que o Holística (setembro - São Paulo - SP) é um evento exclusivamente profissional e confortavelmente reservado aos nossos associados previamente inscritos.

Coerentemente com o objetivo de aumentar cada vez mais o bom nível e adequação dos temas, definiu-se uma pré-formatação sobre como as propostas devem ser enviadas, de forma a demonstrar a capacidade do palestrante de articular suas idéias, de saber sintetizar conhecimento e colocá-lo em palavras, de aprofundar um tema de modo agradável e didático, à semelhança dos TCC - Trabalhos de Conclusão de Cursos, com que nossos colegas discentes da Comunidade de Estudos Avançados em Terapia Holística nos brindam a cada turma, coroando suas participações.A metodologia de apresentação baseou-se no padrão ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas; contudo, como a Terapia Holística é ARTE, várias adaptações se fizeram necessárias, elaborando-se a síntese orientativa descrita a seguir.

A observância quanto à adequação do conteúdo às NTSV – Normas Técnicas Setoriais Voluntárias da Terapia Holística será fundamental na avaliação da proposta de palestra, sendo este um fator de eliminação prévia. Uma vez vencidos estes pré-requisitos técnicos, cada proposta aprovada será apresentada emhttp://www.crt.org.br para apreciação e votação de nossos credenciados, garantindo assim, que o Holísticaserá exatamente e democraticamente como nossos credenciados desejam !

SELEÇAO DO TEMA

A escolha compete ao próprio candidato. A temática deve ser-lhe motivante, sendo significativa em sua história pessoal e profissional e, é claro, dentro da abordagem de nossa profissão. Pode ser uma síntese de vários aprendizados que estão separados em técnicas distintas, mas ainda pertencentes à Terapia Holística (por exemplo, Holopuntura e Bioenergética, Holopuntura e Geoterapia, etc.). Outra opção seria dissertar sobre um tema teórico, como "A Visão Junguiana dos Arquétipos Aplicadas à Holopuntura", "A Leitura Corporal Antecipando o Conhecimento das Emoções Reprimidas A Serem Afloradas pela Terapia Floral", etc. Pode ser uma pesquisa empírica, a partir da experiência concreta pessoal, algo como "Avaliação dos resultados da aplicação de Acupuntura em 10 clientes", ou "A Resistência à Terapia, Antes de Depois da Inclusão da Técnica da Terapia Corporal", ou "Discussão de Um Caso de Holopuntura Em Atendimento Semanal Por Um Ano", ou ainda "Relato da Inclusão da Terapia Holística Em Um Spa", etc. Pode ser também o aprofundamento de temas inter-relacionados, por exemplo "Holopuntura na Terapia Corporal", "Fitoterapia e os Efeitos dos Estímulos Cromopunturais", "Terapia Corporal e o Atendimento a Vestibulandos.

FORMATAÇÃO

A Propositura da Palestra deve ser remetida exclusivamente em meio magnético (arquivo de computador, via e-mail contato@crt.org.br), salvo em formato universal (ou .doc, ou .rtf, ou .pdf). Considerando que cada página terá, em média, 55 linhas, o desenvolvimento do texto (Introdução + Material e Metodologia + Resultados + Discussão + Conclusões) deve ser articulado de forma a ocupar 16 (dezesseis) páginas, número este idealizado para adequar-se aos futuros projetos de transformar em livros o conteúdo das palestras (claro, mediante concordância prévia de cada palestrante).
Digitação do Documento - Recomenda-se a utilização da fonte arial ou times new roman, tamanho 12 (tipos itálicos são usados para nomes científicos e expressões estrangeiras), em espaço de um e meio (1,5), exceto as referências bibliográficas, que devem ter espaço um (1), ocupando apenas o anverso da página. Configuração de Páginas – Ainda que a entrega da propositura de palestras seja exclusivamente por meio magnético, objetivando padronização visual, formatem as páginas em tamanho A4, contendo margem superior de 2 cm e inferior com 2 cm; margem esquerda de 3 cm e direita com 2 cm, contendo numeração no canto superior direito, para a a qual só não considera a capa. Começa a partir da página de rosto, embora esteticamente, a grafia destes números só apareça a partir do índice, no canto superior direito, sem traços, pontos ou parênteses. A numeração das páginas preliminares (a partir da página de rosto até a última folha antes do texto) é opcional. Caso sejam numeradas, utilizar algarismos romanos representados por letras minúsculas (i, ii, iii, iv, etc.). Em se fazendo tal opção, a página de rosto (página i), não deve ser numerada, iniciando-se a numeração na página seguinte (página ii). Havendo anexos, suas páginas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar seguimento a do texto principal.

ESTRUTURA DA PROPOSITURA DE PALESTRA

Capa - Deve constar autoria, título do trabalho, local e data, dispostos a critério do autor. A inclusão de outros elementos é opcional.

Página de Rosto - Deve conter o nome completo do palestrante e seu número de CRT e sua titulagem profissional, ou seja, TERAPEUTA HOLÍSTICO(A); o título do trabalho e subtítulo quando houver, separado do título por dois pontos (quando for explicativo) ou ponto e vírgula (quando se tratar de subtítulo complementar); o nome da instituição e departamento (CRT- CONSELHO DE TERAPIA HOLÍSTICA- HOLÍSTICA 2018).

Epígrafe (opcional) - Esta página é opcional, tendo uma citação de um pensamento que, de certa forma, embasou ou inspirou o trabalho. Pode ocorrer, também, no início de cada capítulo ou partes principais.

Dedicatória (opcional) - Página opcional, tendo um texto, geralmente curto, no qual o autor presta alguma homenagem ou dedica o seu trabalho a alguém.

Agradecimentos (opcional) - Página opcional, podendo ser incluídas aqui referências a Instituições ou pessoas que subvencionaram o trabalho.

Sumário - Consiste na enumeração dos capítulos do trabalho, na ordem em que aparecem no texto, com a página inicial de cada capítulo. Os capítulos devem ser numerados em algarismos arábicos, a partir da Introdução até as Referências Bibliográficas. Havendo subdivisão nos capítulos, deve ser adotada a numeração progressiva, sempre em número arábico. Resumo - num máximo de 10 linhas, descrever do que se trata, como foi desenvolvida a palestra e conclusões mais importantes.

Introdução - apresentação do tema, acompanhada de uma descrição breve da importância do mesmo para si e para a coletividade, e um apanhado do que será o conteúdo da palestra.

Material e Metodologia - É a descrição precisa dos métodos, materiais e equipamentos utilizados, de modo a permitir a repetição dos ensaios por outros pesquisadores. Por exemplo, no caso de uma intervenção com Terapia Floral de Bach em uma escola, descrever as características e nome da entidade, como se obteve acesso a ela, pessoas que colaboraram, que tipo de intervenção foi realizada, quantos alunos foram atendidos etc.. No caso de uma compilação teórica, relato das fontes consultadas, pontos de confluência e divergência entre as mesmas, lacunas existentes. Resultados – apresentação, em ordem lógica, do que resultou da intervenção ou estudo realizados, sem interpretações pessoais. Podem ser acompanhados por gráficos, tabelas, mapas e figuras.

Discussão - avaliação crítica (incluindo seu ponto de vista pessoal) dos resultados da pesquisa, os quais são analisados e comparados com os já existentes sobre o assunto na literatura citada. São discutidas suas possíveis implicações, significados e razões para concordância ou discordância com outros autores. A discussão deve fornecer elementos para as conclusões.

Conclusões - Devem ser fundamentadas nos resultados e na discussão, contendo deduções lógicas e correspondentes, em número igual ou superior aos objetivos propostos. Refere-se à introdução, fechando-se sobre o início do trabalho. Decorre de tudo o que foi exposto anteriormente, a importância disso, o que se pode afirmar que parece ser verdade, o que parece ser possível descartar, as questões que ainda deixam dúvidas. Apontar caminhos de desenvolvimento posterior do tema.

Referências bibliográficas - listagem das obras citadas ou utilizadas como base conceitual ou metodológica do trabalho desenvolvido, de maneira a permitir ao leitor interessado a possibilidade de acessar o material listado. Deve ser feita em ordem alfabética dos sobrenomes dos autores. Sequência de apresentação para cada obra citada: Sobrenome do(s) Autor(es) ou da entidade em letras maiúsculas, Nome (pode ser abreviado). (Ex: FULANO, J.; SICRANO, B.).Título da Obra (sublinhada ou em itálico). Edição, Local da Publicação, Editor ou Editora, Ano de Publicação.

Anexos e Apêndices - Anexos são partes integrantes do texto, mas destacados deste para evitar descontinuidade na sequência lógica das idéias. Constituem suportes elucidativos e ilustrativos para a compreensão do texto. Apêndices constituem suportes elucidativos e ilustrativos, porém não essenciais à compreensão do texto. Quando existe a necessidade, no trabalho, de vários anexos ou apêndices, cada um deles deve ter no alto da página a indicação em letras maiúsculas , seguido do número correspondente em algarismo arábico. No texto devem ser citados entre parênteses.

Pertinente observar que, justamente por sermos uma organização séria e com finalidades sociais, da mesma forma que em hipótese alguma cobraríamos dos colegas para poderem palestrar (e esta prática é MUITO comum, inclusive em nossa profissão...), em contrapartida, também não pagamos para ninguém o fazer. 

Trata-se de uma troca de prestígio entre as partes, sem envolvimento financeiro.

Curso de Terapia Holística À Distância no site LIVROTECA!

Data de expiração do cupom: 08/04/2018!

 

Todos sabemos da excelência dos Cursos ministrados pela CEATH - Comunidade de Estudos Avançados em Terapia Holística.

Realizados via internet, com material didático em conformidade com as NTSVs - Normas Técnicas da Terapia Holística, em poucos meses o participante conquista conhecimento das técnicas mais requisitadas e aos aprovados, a capacitação técnica para conquistar a CRT de status Pleno.

A próxima turma inicia ao final de abril e as inscrições costumam "lotar" logo nas primeiras chamdas!

Projeto Livroteca iniciou uma promoção (temporária) com 50% de desconto no valor de mercado e, graças ao convênio com o CRT, você que é Credenciado em dia com a anuidade ainda consegue mais 55% de desconto digitando no ato da aquisição o cupom "crt_lhe_premia_com_55%" (copie e cole, sem as aspas...).

Acelere, pois as vagas são limitadas e o desconto é válido para os primeiros 40 inscritos! 

É o CRT - Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística fazendo cada vez mais por VOCÊ!

Dia do TERAPEUTA HOLÍSTICO
08 de Setembro

Parabéns a todos nós !

Se, hoje em dia, você, colega que lê este artigo, quanto todos os demais profissionais da nossa área, podemos trabalhar na profissão que amamos, de cabeça erguida e sem medo, foi graças aos sacrifícios de muitos mártires que vieram antes de nós, muitos até mesmo presos e torturados (não é figura de linguagem, é fato...), horrores esses que só diminuiram com a fundação do CRT - Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística, que assumiu para si o papel de "para-raios", chamando para si todas as causas, todas as brigas, todas as disputas.

Dia do Terapeuta Holístico é 8 de setembrodia em que tudo começou a mudar para melhor, com a fundação do SINTE - Sindicato dos Terapeutas, que defendeu a duras penas a Profissão, até garantir a jurisprudência da legalidade e livre exercício da atividade.
 
Como entidade nacional, à qual todos se filiaram, independente de quais técnicas preferiam, independente de suas filosofias ou religiões pessoais, eis a justa homenagem de ter sua data escolhida para representar a Profissão, a qual é acatada por todos, sem privilegiar, nem ofender a diversidade que nossa categoria abraça.
 
A título de curiosidade, apenas um pequeno grupo de terapeutas tentou atrelar nossa Profissão a São Benedito, propondo o dia deste santo católico... Outrossim, o bom senso prevaleceu, pois seria eticamente inadequado escolher um motivo religioso para representar uma Profissão, por ser falta de consideração aos demais colegas de outras vertentes, tais como evangélicos, ateus, esotéricos, budistas, espíritas, taoistas e mais uma infinidade de opções que são de cunho totalmente pessoal e jamais deveriam interferir na vida profissional.
 
Assim sendo, o justo e adequado consolidou-se, sendo 08 de setembro, o Dia Do Terapeuta, tanto por sua importância HISTÓRICA, quanto por sua neutralidade!

 

    A ilusão da inclusão dos Terapeutas ("alternativos", alcunha inadequada, mas popular...) no serviço público de saúde foi alimentada. inicialmente, com a Portaria 971, publicada em 03/05/2006, pelo então Ministro da Saúde Interino, José Agenor Alvares da Silva.

     Eis que agora, surge a Portaria 145, de 11 de janeiro de 2017 e, novamente, todas as (des)informações, expectativas e frustrações de poder ou não trabalhar no SUS... Um dos grandes benefícios de conquistar a CRT é que, como Credenciado ao Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística, você está sempre munido de informações CONFIÁVEIS, portanto, não será enganado pelos que se aproveitam da ingenuidade das boas pessoas.

     Resumidamente, NADA mudou: nunca abrirão vagas no SUS, exceto para as profissões que já fazem parte, ou seja, médicos, psicólogos, fisioterapeutas, etc, etc, para trabalharem com as NOSSAS técnicas. E, mesmo que abrissem vagas, não valeria a pena, nem financeiramente, nem como realização pessoal.

     Muito cuidado para que nenhum colega seja enganado, como aconteceu em 2006, por pessoas que vendiam "cursinhos preparatórios para o SUS" e outros artifícios totalmente infundados, iludindo os incautos que imaginaram (erradamente...) que abririam "concursos", "vagas" e similares..

 

Parabéns, pois ao se tornar CREDENCIADO MERECE todos os benefícios, valorização profissional, assessoria especializada e informações imprescindíveis de quem soma 25 anos de VITÓRIAS que consolidaram a TERAPIA no Brasil!

CRT é a valorização dos terapeutasO protagonismo, ora SINTE, ora CFT, ora CFTH alternava, outrossim, a nobre causa sempre permaneceu firme e única:

Possibilitar e garantir a VOCÊ, a todos nós, exercer com dignidade e cabeça erguida, a Profissão que tanto amamos!

Tornar pública a conquista ética da auto-regulamentação por meio do símbolo máximo e maior conquista da Terapia: a Carteira e a Marca CRT!

Em 2017, completamos 25 anos de conquistas e quem pode ganhar os presentes é VOCÊ!

Chega de “sintonizar crise”, pois 2017 é ano de PROSPERIDADE e o primeiro passo para esta “sintonia positiva” é CREDENCIAR-SE (ou manter-se sempre em dia, aos que já conquistaram a CRT) e garantir o usufruto de tudo de bom que estamos preparando em homenagem às bodas de prata da Profissão!

Certamente que o Profissional que se Credencia ao CRT o faz por ser Terapeuta consciente e ciente da importância da união de todos. Outrossim, fazemos questão de retribuir com oportunidades EXCLUSIVAS de cursos, eventos, assessoria e PREMIAÇÕES.

Clique no  link Credencie-se: Você Merece!, pois traz a oportunidade de escolher entre quitação à vista com desconto ou parcelada em até três mensalidades e certamente que irá sintonizar prosperidade, com este primeiro passo para 2017:

Quem já é Credenciado e precisa quitar 2017 (antes do reajuste…), siga o passo-a-passo Clicando Aqui!

Invista JÁ  em si mesmo, sinalize ao universo que está pronto, quitando agora este boleto!

Sintonize ética, valorização e conhecimento, mantendo a conquista da sua CRT!

E, após ficar em dia junto ao CONSELHO, aguarde pelas boas novas que certamente virão!

Una-se à família que soma 25 ANOS de CONQUISTAS que valorizam VOCÊ com a Marca de Excelência: CRT!

CRT

É a marca registrada que abrevia CRT - CARTEIRA DE TERAPEUTA HOLÍSTICO CREDENCIADO, a qual atesta o Credenciamento ESPONTÂNEO do Profissional…

Saiba mais...

Evento Holística

Dentro do espírito democrático e para que o evento seja do jeito que VOCÊ deseja e merece, todo credenciado zelosamente em dia com suas obrigações estatutárias e inscrito no Holística pode enviar suas proposituras de palestras…

Saiba mais...

Fale Conosco

Tem WhatsApp? Vamos Conversar! Ou nos envie mensagem via formulário!

Saiba mais...

Quem Somos

CRT - Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística é uma sociedade civil, de base territorial Nacional, sem fins lucrativos, sem vínculos com o Governo, nem partidos políticos, que desenvolve padrões técnicos, éticos e qualitativos…

Saiba mais...

Conquiste sua CRT

Como ninguém é obrigado a Credenciar-se, nem em manter-se para poder exercer a Terapia Holística, somente quem leva a sério sua Profissão é que conquista seu Credenciamento junto ao CRT - Conselho de Auto Regulamentação da Terapia Holística…

Saiba mais...

Indicador Profissional

Existe cerca de 150 mil brasileiros que trabalham com Terapia Holística, em suas mais variadas técnicas, tais como Acupuntura, Terapia Floral, Psicanálise, Terapia Corporal, Reiki, enfim, um grande e vasto leque…

Saiba mais...

Revista TH

É com grande prazer que publicamos as Edições Online da Revista TH, a Revista Oficial da Terapia Holística. Acesse para ler em tela cheia.

Saiba mais...

Certificado Terapeuta Holístico

Todos os anos, por ocasião da renovação do Credenciamento Profissional, disponibilizamos para todos os compromissados com as normas éticas e qualitativas ao CRT…

Saiba mais...
© 2015 CRT. All Rights Reserved. Designed By CRT